Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Educação Parental como tema principal

A educação parental é muito importante na educação de uma criança, pois, são os familiares que lhe transmitem amor, carinho, atenção e valores para a construção da sua personalidade.

            Educar é uma arte que poucos têm vontade de aprender, um bom educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender e também deve valorizar mais a pessoa.

 

            Educar crianças e jovens sociáveis, felizes, livres e empreendedores é um grande desafio hoje em dia para os pais. A educação está a passar por uma crise sem precedentes a nível mundial que precisa de soluções, é preciso cultivar a emoção e expandir a inteligência dos jovens, para isso os pais precisam de ferramentas para estimular as crianças e os jovens.

Os pais nunca estiveram tão perdidos na árdua tarefa de educar, pois, não tem a noção que educar é acreditar na vida, mesmo que derramemos lágrimas, é ter esperança no futuro, mesmo que os jovens nos decepcionem no presente, educar é semear com sabedoria e colher com paciência.

 

            Muitas vezes os pais estão demasiado envolvidos para compreender as razões para essas dificuldades, e então procuram fugas. Podem colocar as culpas nas condições económicas ou na má disposição da criança.

 

            Para perceber as relações comuns pais-filhos precisamos de investigar esses erros que os pais estão predispostos a fazer.

Saber o que não fazer é uma grande ajuda para determinar o que deve ser fazer.

 

            Anteriormente as crianças educavam-se em grande parte a si próprias, através do contacto entre elas e com os seus vizinhos, tendo a falta de treino dos pais efeitos muito menos desastrosos, no entanto, em nenhuma altura os princípios da ciência da educação estiveram ao alcance dos pais. Estes foram sempre relutantes em seguir conselhos pois pensavam, e ainda muitos pensam, que as suas experiências como crianças os habilitam a educar os seus próprios filhos, á sua maneira, segundo a sua filosofia de vida e dentro dos mesmos padrões de relações que estavam em vigor quando eram pequenos.

 

Publicado por educacaoparental às 00:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

7 diferenças entre os bon...

Dizer não a um filho

Pais são exemplo dos filh...

O ponto de vista das cria...

O que sabem os pais sobre...

Práticas Educativas Paren...

Educação Parental como te...

Apresentação

Arquivos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Pesquisar neste blog

Links

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds